domingo, junho 05, 2011


Volta ao trabalho: Saudades que tem solução !!!

Nossa já faz 3 meses praticamente que venho a cada dia superando o retorno ao trabalho... fiquei 7 meses em casa cuidando a todo tempo de você meu filho, eu não deixava ninguém fazer absolutamente nada, queria aproveitar ao máximo o tempo contigo! O Mês de fevereiro que também é o mês do aniversário da mamãe não foi fácil, pois era sinal que o tempo estava passando, e a cada dia mais perto do retorno ao trabalho.

Chorei muito... ansiedade a mil ! (comi horrores rsss) ! 

Mas as #twittermães, e as mães que formam essa blogesfera cheia de cumplicidade, carinho e troca de experiências me ajudou a entender e superar meus medos e angústia de uma forma diferente !
Quem vê o seu drama de forma neutra, procurando entender somente a ti e seus sentimentos, e muito diferente, pois o apoio da familia sim é importante, sem dúvida ! . ... Mas quando temos alguém de fora, com o mesmo ponto de vista que o seu consegue ir mais além ... não enche você de soluções... somente ouve e quer entender!
 Isso muita vezes basta, pois sabe-se que para tudo nessa vida tem solução, as vezes não é a melhor mas há !

Hoje trabalhando de segunda a sexta, fazendo pós graduação 2 vezes por semana ! 
Concluo que: trabalhar é bom demais ! estudar e bom demais ! mas nada melhor do que ser Mãe! 
Chego em casa com uma disposição enorme, ao ver meu filho levo uma recarga de energia, brincamos e rolamos no chão, encho ele de beijo, aos FDS quero passear com ele, dar papa, trocar as fraldas essas coisas normais que o trabalho não me permite fazer !

Meu filho me fortalece e me da segurança para enfrentar ! 
Digo até que me tornei uma profissional mais madura, pois tenho um boquinha para alimentar..rsss

Graças a DEUS tenho minha mãe linda que fica com o Pedro em nossa casa, cuida dele com muito afeto, faz papinhas maravilhosas e ajuda em muito no desenvolvimento dele, mima ele um pouco mas qual avó não faz isso! ela sim largou o emprego dela para ser uma super avó dedicada !

Tive muitos ombros virtuais amigos! mas  a Ana Amaral ( http://maedevenus.blogspot.com/), me confortou com o seu carinho... fez até um post no Blog dela (visitem!!!) muito fofo!

Li cada linha da carta abaixo aos choros, e ainda choro quando leio! Obrigada linda por tudo !

querida,
quando fui deixar a maria beatriz no berçário, ela com 4 meses, eu ainda assustada com tudo aquilo (leia-se maternidade) e em meio a uma depressão pós parto aguda que eu ainda não sabia que tinha, só me lembrava da frase que a diretora da escola me disse quando nos conhecemos: fique tranquila, ela vai ficar bem. essa fase de adaptação é somente da mãe.
eu decorei essa frase e fiquei repetindo para mim mesma milhares de vezes.
e se eu, piradinha que estava, dei conta, você vai se sair muito bem também.
com o tempo eu percebi que é a mais pura verdade, a tal frase da diretora.
aos 4 meses eles não tem muita noção do tempo e tal. ainda. por isso até mais fácil que essa separação, muitas vezes inevitável, aconteça nessa época. claro que sentem falta, afinal, somos a mãe deles. mas pelo menos não choram na despedida. e isso facilita MUITO as coisas. quem chora é a gente, escondido do filho, claro. 
e é um período muito doído meeesmo. a concentração no trabalho não é a mesma. nem adianta tentar que seja. minha ex-chefa e hoje amiga me disse que a mulher demora 2 anos para voltar ao normal (se é que volta). pois é. então não se exija tanto.
você vai se lembrar dele toda hora, vai ficar com vontade de chorar (vá ao banheiro e chore. capricha na make depois). vai ligar de 5 em 5 minutos para a pessoa que estiver com ele para saber se ele comeu, mamou, se o cocô estava mole ou duro, se dormiu bem, se ele deu risada, brincou, perguntou de você (essa quando ele começar a falar). vai sim perder algumas descobertas dele já que ele vai passar a maior parte do dia longe de você. mas faz parte. ele vai continuar a ser seu filho, a te amar muito e vice versa. como minha própria mãezinha sempre diz, filho a gente cria pro mundo. e é isso.
acho que essa separação é meio que um segundo parto. e devem vir muitos mais pela frente. então é melhor a gente ficar craque nisso. já imaginou quando ele aparecer com a namorada dizendo que vai se casar. OMG!! melhor deixar esse assunto para depois. uma coisa de cada vez. ;)

mas o que eu posso te dizer é que fica mais fácil. e de coração, não se exija tanto. é sofrido, dói e não adianta fingir que não. e cuidado nesse momento para não vestir a roupa de mulher maravilha e querer sair abraçando o mundo porque não rola. (mesmo que a gente seja mulher maravilha às vezes, não se cobre como tal). faça o possível, mas se permita errar, se permita um pouco de insegurança em assuntos que você geralmente tira de letra, se permita dizer não algumas vezes sem medo da reação das pessoas. porque a gente muda, nossas prioridades mudam, nosso jeito de enxergar o mundo muda. e leva tempo para que a gente e o mundo a nossa volta se adapte à nova realidade, a pessoa que nos tornamos.

é a nossa gestação como mães. faz sentido? tipo, estamos sendo geradas ainda. e tem que ter paciência. moooiita paciência até que fiquemos prontas.
o importante é que você dite as regras, sabe? então saiba se colocar porque é a partir do seu comportamento que os outros vão saber lidar com essa nova angélica. porque podem pensar que você é a mesma pessoa, acho que até esperam isso, mas você não é mais. nem nunca vai ser. (inda bem que a gente muda pra melhor depois que vira mãe)
não quero te assustar não, mas é que a gente fica angustiada só com a separação da cria e aos poucos percebe que o buraco é mais embaixo.
e faz parte. e é importante passar por isso.
porque a partir de agora você começa a retomar seu lado mulher. você volta a ser, pelo menos em horário comercial, a angélica pessoa e não a mãe do pedro. é isso é super, hiper, mega, blaster, ultra importante.
com o tempo as coisas se ajeitam. e quando você chegar em casa ou for buscá-lo na escola e for recebida com um abraço super apertado, um beijo super babado, e os olhos mais apaixonados do mundo inteiro te olhando, te admirando, morrendo de saudades de você e louco para contar todas as novidades do dia, você nem vai se lembrar mais dessa fase. e vai se sentir a pessoa mais importante do mundo, tipo mais que o barack obama, deus mesmo. e isso não tem preço. isso é ser mãe.
ajudei? ou fiz você se acabar mais ainda nas nozes?
um beijo e fiquem bem!
Ana 



com a vó Lurdes carinho e cuidado sempre

aprontando todas


bjs gentem... 

5 Comentários

5 comentários:

Vanessa Cavasotto Leite disse...

Hoje fui eu quem chorou lendo o teu post.
Difícil, lindo, emocionante.
Beijos
@nessadobeto
www.babydanessaedobeto.blogspot.com

Anônimo disse...

Nossa, eu lembro qdo vc estava voltando ao trabalho, que eu tentei t confortar um pouquinho q fosse, mas qdo voltei eu mesma senti na pele o quanto é dolorido e dificil ficarmos longe do amor maior de nossas vidas! Tbm chorei litros, e ñ queria aceitar ter que ficar longe... mas era necessário... Aos poucos a gente se acostuma, mas que continua sentindo falta deles, com ctza né amiga!

Lindo o apoio que a Ana te deu... (tem que ser Ana néam? hehehe)

beijokas em vc´s seus lindos

Anônimo disse...

o comentário anônimo é meu (Ana Paula< mamae do Pietro)
Não consegui comentar com minha conta do blogger... fica só pedindo pra fazer loguin e não coloca o comentário.... esse erro ta dando em diversos sites q tem essa janelinha de comentar na propria pgna sabe. Eu mudei o meu para janela poup up la em configurações e graças a Deus isso não aconteceu mais,,,,
bjos
www.anabinhoepietro.blogspot.com

Tuka Siqueira disse...

Querida, essa fase é mesmo difícil. E como vc disse, não adianta te darem soluções, vc tá sofrendo quer somente ser compreendida e apoiada.
Daqui há pouco você entra no ritmo e tudo fica bem. Minha mãe tem um ditado ótimo pra isso: "É no andar da carroça que as melancias se acomodam."

Tem selinhos pra vc lá no meu blog, passa lá depois. http://ktralhas.blogspot.com/2011/06/festival-de-selinhos-e-meme-musical.html

Beijos

Liℓℓi Oℓivєirα disse...

OI amiga, passei por aqui por acaso e amei.. lendo esse post e principalmente a carta q vc recebeu chorei mesmo.. meu bebê tem 1 mes e eu já sinto a dor de ter que voltar a trabalhar.. queria parar, e só cuidar dele, mas não tenho condições pra isso, faço faculdade e ela sim vou trancar, se não vou ver meu filho crescendo dó por fotos.. não vou aguentar.. já não aguento!! Amei tudo.. parabens bjus

Postar um comentário

Adoro quando você comenta !

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Quem sou eu

Minha foto
Sou aquela que quer ter blog, mas não tem tempo para nada! Mas quando faço é com amor e carinho